Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Comentários recentes

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...

  • José Brito

    "Encontram-se ainda vários pedidos para ‘discoteca...

  • Anónimo

    Se as pessoas não estão contentes com o que é "ofe...

  • Anónimo

    Este artigo peca por misturar o que não pode ser m...

  • Marco Hugo

    A lista dos ex-árbitros espiados no caso ‘E-Toupei...



subscrever feeds



A Vida de Modric

07.07.18

O motor da Croácia, Luka Modric, prossegue a sua corrida à Bola de Ouro: melhor jogador do Mundial primeiro, melhor jogador de 2018, no final do ano. Ainda faltam dois jogos decisivos, há franceses, ingleses e belgas na corrida, mas a performance do médio do Real Madrid nas primeiras cinco jornadas é constante, tendo ganho já três prémios de melhor em campo.

Quando vários colegas ameaçavam cair para o lado no segundo prolongamento consecutivo, Modric acelerava com bola no meio-campo russo e não desistia de colocar a Croácia em vantagem, tentando evitar um desempate dramático em terreno adverso.

E assim apontou o canto para a cabeça de Vida, o segundo golo de cabeça da noite - o dobro do que a Croácia tinha marcado em toda a história das participações em Mundiais. 

E depois executou com alma e sorte o pênalti da vantagem sobre os russos, inspirando Vida e Rakitic, que se lhe seguiram para tornar a Croácia apenas na segunda selecção a ultrapassar dois desempates por penalties no mesmo campeonato (depois da Argentina em 1990).

O trabalho incansável, positivo e humilde de Modric é uma das imagens de marca deste campeonato. Com Neymar e Coutinho, Ronaldo e Messi, Ozil e Iniesta, todos já em férias, o líder croata compete agora com a força de De Bruyne, o repentismo de Hazard, a potência de Mbappé, o imprevisibilidade de Griezmann e a frieza de Kane. Acho que ele tem um pouco de todas essas características, no corpo mais enganadoramente franzino desta competição de atletas.

É a Croácia a voltar a pensar num grande título, vinte anos depois do terceiro lugar em França, uma equipa com capacidade de se reinventar tacticamente, como fez hoje para melhor ser capaz de pressionar uma Rússia previsivelmente fechada sobre si própria. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Diz a estatística que a França atingiu os 100 por cento de eficácia ofensiva nos últimos dois jogos do Mundial: 4 golos em 4 remates à baliza frente à Argentina, 2 em 2 frente ao Uruguai.

Mais uma estatística enganadora, quando revemos o segundo golo de hoje, só possível porque Muslera vestiu a pele de Karius, escolhendo o pior palco e o pior dia para dar o frango da sua vida.

Frango? Nem toda a gente está de acordo. Depois de vários dos guarda-redes do Mundial se terem queixado, o veterano Pepe Reina saiu a terreiro em defesa de Muslera e culpa os fabricantes de bolas, a Adidas em particular - uma luta contra as trajectórias esquisitas há cerca de dez anos, desde a tristemente célebre bola Jabulani.

“Vamos continuar a inventar bolas se, se… que aos guarda-redes nos vai parecer cada vez mais fácil intuir ou adivinhar as trajectórias, Espectáculo procura-se de outro modo!”, escreveu Reina no Twitter, dando o mote para uma análise mais aprofundada

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Varane atira Godin para fora da lista dos melhores do Mundial com um golo nos terrenos e especialidade do uruguaio. Griezmann, com um golo e uma assistência, eclipsa o seu ex-futuro colega Suarez. Assim, os espanhóis de França foram decisivos na primeira batalha dos quartos-de-final, que ficou muito longe do equilíbrio competitivo que se aguardava.

O central do Real Madrid imitou o ex-colega de equipa Pepe e marcou de cabeça nos domínios dos considerados intratáveis defesas centrais uruguaios.
A França, penalties à parte, ainda não tinha feito qualquer golo de bolas paradas nesta prova, ao contrário do Uruguai, mas este é o sortilégio do futebol: quase nada acontece do que se prevê e antecipa.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...

  • José Brito

    "Encontram-se ainda vários pedidos para ‘discoteca...

  • Anónimo

    Se as pessoas não estão contentes com o que é "ofe...

  • Anónimo

    Este artigo peca por misturar o que não pode ser m...

  • Marco Hugo

    A lista dos ex-árbitros espiados no caso ‘E-Toupei...



subscrever feeds