Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

J Q M

Fui jornalista, estive em todo o tipo de competições desportivas ao longo de mais de 30 anos e realizei o sonho de participar nos Jogos Olímpicos. Agora, continuo a observar o Desporto e conto histórias.

J Q M

Fui jornalista, estive em todo o tipo de competições desportivas ao longo de mais de 30 anos e realizei o sonho de participar nos Jogos Olímpicos. Agora, continuo a observar o Desporto e conto histórias.

10 Jul, 2018

Príncipe Mbappé

Mbappé é o futuro rei do futebol moderno, em breve será entronado como líder da geração que se se segue aos tempos de Cristiano e Messi. Nas meias-finais do Mundial, num confronto pelo estrelato com o maduro Eden Hazard, o francês ganhou largamente aos pontos e esteve perto de vencer por KO, faltando-lhe apenas algum lance de maior proximidade da baliza que lhe permitisse voltar a marcar. Criou três oportunidades de golo para os colegas, uma das em dois toques de génio a deixar o (...)
Pela quinta vez, sempre em solo europeu (1934, 1966, 1982, 2006 e 2018), os quatro semi-finalistas pertencem à UEFA e um deles será campeão. A Bélgica mudou de identidade, engendrou uma solução diferente em honra do adversário mais difícil e surpreendeu o Brasil, num jogo em que os foras-de-série Courtois, De Bruyne, Hazard e Lukaku estiveram ao melhor nível das suas capacidades, com o guarda-redes a exceder-se, até. Chamam-lhe o efeito da continentalidade, que só por uma vez (...)
O Japão submeteu a Bélgica ao primeiro grande teste, no melhor jogo do Mundial até agora, e só foi eliminado no último minuto, na mais espectacular jogada de contra-ataque que vi nos últimos tempos. Os japoneses, ao bom estilo kamikaze que os impediu de medir as consequências da sua ousadia, cometeram o tradicional harakiri, com nobreza, mas também com a ingenuidade que penaliza drasticamente os que não sabem defender-se. Ao longo de todo o jogo, os japoneses exerceram uma (...)
Com De Bruyne e Hazard a construir, Lukaku e Mertens a concluir, muitos golos vai a Bélgica marcar neste campeonato. Ao Panama foram 3, depois de uma primeira parte ainda perra e de baixa velocidade, que deu aos centro-americanos uma falsa sensação de segurança, rapidamente destruída pelo míssil de Mertens no recomeço. A Bélgica está entre as 4 favoritas do Mundial e o estreante Panama é uma das três seleções mais fracas - confronto de que em 90 por cento dos casos resulta a (...)