Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

J Q M

Fui jornalista, estive em todo o tipo de competições desportivas ao longo de mais de 30 anos e realizei o sonho de participar nos Jogos Olímpicos. Agora, continuo a observar o Desporto e conto histórias.

J Q M

Fui jornalista, estive em todo o tipo de competições desportivas ao longo de mais de 30 anos e realizei o sonho de participar nos Jogos Olímpicos. Agora, continuo a observar o Desporto e conto histórias.

Os amantes do futebol e os donos do negócio não podiam conceber um argumento melhor para o filme do Mundial de 2018: nunca um campeonato do Mundo teve tantos jogos decididos nos últimos minutos. E muito menos que tal fosse o cenário para a terceira eliminação consecutiva de um campeão mundial na primeira fase, a quarta em cinco Mundiais neste século. No Rússia-2018, são já 13 os resultados alterados depois dos 87 minutos de jogo, com realce para os que implicaram decisões (...)
Pois, pois, nunca se pode dar a Alemanha como derrotada. Mais uma vez, os germânicos estiveram mais para lá do que para cá e no último minuto chegam ao triunfo com um golo sensacional de livre, de Toni Kroos, de uma zona lateral, quase impossível. A conclusão não é original, mas é incontornável: neste caso, eram 10 contra 11 e no fim, ganha a Alemanha. Os erros do jogo inaugural repetiram-se, apesar das quatro mudanças na equipa, com o afastamento da veterania de Hummels, Ozil (...)
23 Jun, 2018

A máscara azteca

Talvez seja a maior sensação do Mundial, a selecção do México, ainda que tradicionalmente habituada a chegar aos oitavos-de-final. Num grupo dificilimo, duas vitórias categóricas, além de um naipe de soluções diversas que atraem as atenções. Depois de um jogo lógico frente à Alemanha, apostando no contra-ataque e na desorganização do centro-defesa germânico, o México surgiu tacticamente transfigurado, como se colocasse uma daquelas máscaras aztecas da lucha libre. Com (...)
E, no início, perdeu a Alemanha. Extraordinário jogo da selecção do México impôs uma derrota (0-1) aos campeões do Mundo, que podia ter atingido proporções catastróficas, tantas foram as ocasiões de golo desperdiçadas numa magistral demonstração de futebol de contra-ataque. É incompreensível o equívoco táctico dos alemães, muito bem aproveitado pelos mexicanos, mas ainda mais inexplicável foi a incapacidade de corrigir e alterar. Raramente se vê uma equipa de primeiro (...)