Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Sim, subscrevo.

  • JQM

    Eu trocaria por Jonas, evidentemente.

  • Jaime Palha

    Não me respondeu, João.

  • Anónimo

    E a trocar, troca por quem?

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...





Começou o Mundial a sério e a França trepou na tabela dos favoritos, com uma exibição de futebol ofensivo como ainda não se tinha visto no campeonato, considerando apenas jogos entre equipas niveladas. Explodiu Mbappé, apareceu Pogba, continuaram a crescer os laterais Hernandez e Pavard e manteve-se Kanté ao mais alto nível.

Como tinha assinalado o treinador Deschamps, trata-se de uma equipa muito jovem. Mbappé, candidato a grande figura da prova, ainda não chegou aos 20 anos. Os laterais têm 22, Pogba 24, Tolisso (que vai jogar na próxima eliminatória por suspensão de Matuidi) tem 23. 

Ainda hoje reflecti sobre os mais jovens de Portugal, que não conseguiram atingir no Mundial o nível de rendimento e a capacidade de afirmação que justificaram a aposta de Fernando Santos, ao longo da última época.

Não há qualquer explicação teórica para esta diferença de maturidade, nem sequer considerando os processos da formação, se pensarmos que qualquer deles, Mbappé, Pavard e Hernandez, passaram ao lado do trajecto das selecções mais jovens, ao contrário dos portugueses. Os três somam apenas 5 jogos nas selecções francesas abaixo dos 19 anos, enquanto só Gonçalo Guedes e André Silva totalizam 68 partidas internacionais, dos sub-15 aos sub-18.

Mas depois lembramo-nos que o Paris Saint Germain adquiriu Mbappé por 120 milhões de euros e dispensou Gonçalo Guedes ao Valência…

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    Sim, subscrevo.

  • JQM

    Eu trocaria por Jonas, evidentemente.

  • Jaime Palha

    Não me respondeu, João.

  • Anónimo

    E a trocar, troca por quem?

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...