Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Sim, subscrevo.

  • JQM

    Eu trocaria por Jonas, evidentemente.

  • Jaime Palha

    Não me respondeu, João.

  • Anónimo

    E a trocar, troca por quem?

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...






Tensão, acusação, traição, vingança, crime - eis as últimas horas do futebol em Portugal em episódios, mais ou menos cronológicos e pormenorizados.



Ontem, ao final do dia:



> um advogado a chamar a polícia porque não lhe aceitam uma caixa de papéis num estádio



> o presidente da assembleia geral a destratar o tal advogado e a referir como ex-sócio o ex-presidente do seu clube



> uma advogada a explicar que o tal presidente lhe prometeu uma verba choruda para encabeçar uma estrutura ilegal e lançar a confusão na ordem estatutária da sociedade, mas que o considera agora um “aldrabão”



> o ex-presidente do clube em causa a garantir que vai ser candidato às eleições não obstante estar legalmente impedido de o ser e a dizer-se vítima de vingança.



Hoje de manhã:



> um clube a chamar “porta-voz de organização criminosa” a um dirigente do rival.



O adepto tenta concentrar-se nos jogadores, nas novas contratações (este ano, com a novidade das recontratações), nas opções tácticas dos treinadores e na observação dos primeiros jogos, mas há um resguardo sistemático da parte dos clubes, viciados em portas fechadas com janelas de quinze minutos para visibilidade dos patrocinadores, que acaba por desviar as antenas para esta marginalidade.



Com a digestão da overdose do Mundial completamente feita, quase nos esquecíamos que estamos em Portugal. Com o prazer do gosto pelos jogos, sem acesso às trapalhadas dos bastidores, que também terá havido, não são precisos muitos dias para acordarmos para a nossa realidade e desejar que o Mundial começasse outra vez amanhã.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.07.2018 às 18:10

Só um Presidente como o Bruno de Carvalho é que tinha coragem de denunciar, toda a corrupção que há no futebol em Portugal....

Comentar post





Comentários recentes

  • Anónimo

    Sim, subscrevo.

  • JQM

    Eu trocaria por Jonas, evidentemente.

  • Jaime Palha

    Não me respondeu, João.

  • Anónimo

    E a trocar, troca por quem?

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...