Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...

  • José Brito

    "Encontram-se ainda vários pedidos para ‘discoteca...

  • Anónimo

    Se as pessoas não estão contentes com o que é "ofe...

  • Anónimo

    Este artigo peca por misturar o que não pode ser m...

  • Marco Hugo

    A lista dos ex-árbitros espiados no caso ‘E-Toupei...





O nome bósnio Haris, palavra de origem árabe que, segundo a wikipedia, significa guardião, podia ser o do quarto mosqueteiro, pela sonoridade compatível com Porthos, Athos e Aramis, o D’Artagnan que me perdoe. Porque, afinal, os famosos 3 pontas-de-lança do Benfica também são 4, como os guardas do Rei: Jonas, Ferreyra, Castillo e… Seferovic.

O treinador diz que o avançado suíço segura bem a bola em zonas “altas”. Ao fim de mais de um ano, fica explicado o motivo da contratação de Seferovic, com uma longa carreira de poucos golos, mas poderoso fisicamente e trabalhador em campo, uma espécie de guarda avançado de robusta constituição física mas sem armas sofisticadas, como os autênticos guardas suíços mercenários que prestam serviço nos portões do Vaticano.

Sempre em guarda, foi na porta central do castelo encarnado em Salónica que ele cometeu a falta defensiva de que resultou o golo do PAOK.

No entanto, esta foi uma missão nova, uma vez que normalmente era chamado em situações aflitivas com o Benfica à procura de um golo em apuro de tempo - o que ele logrou duas ou três vezes na época passada, mas está longe de ser a sua especialidade.

O registo curricular com os seus 4 ou 5 golos da praxe, por cada época, é claro na identificação das suas características.  É um avançado de poucas finalizações e poucos golos, muito mais útil a uma equipa de segunda ordem, inclusive a nível internacional no contributo para a melhor fase da selecção da Suíça em mais de 50 anos,.

Ver-se-á em breve se esta “fantástica exibição” em Salónica lhe vai permitir jogar mais vezes pelo Benfica - não estando os três mosqueteiros impedidos, por lesão ou outro motivo. Os objectivos do clube não se compadecem da baixa produtividade dos dianteiros, muito pelo contrário, e em muitos poucos jogos precisará de incumbir o seu único avançado de funções prioritariamente defensivas.

Parece que foi Rui Vitória a opor-se à dispensa de Seferovic há duas ou três semanas, quando a equipa já se debatia com um problema de eficácia, e na Grécia, contra todas as previsões, fabricou a primeira goleada da época com o avançado menos realizador. Os golos do Benfica surgem nos pés e cabeças de médios e defesas, o que nada tem de errado, mas nunca pode ser tomado como uma garantia de futuro: não dispor de um avançado goleador é caminho para uma crise de resultados.

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...

  • José Brito

    "Encontram-se ainda vários pedidos para ‘discoteca...

  • Anónimo

    Se as pessoas não estão contentes com o que é "ofe...

  • Anónimo

    Este artigo peca por misturar o que não pode ser m...

  • Marco Hugo

    A lista dos ex-árbitros espiados no caso ‘E-Toupei...