Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

J Q M

Fui jornalista, estive em todo o tipo de competições desportivas ao longo de mais de 30 anos e realizei o sonho de participar nos Jogos Olímpicos. Agora, continuo a observar o Desporto e conto histórias.

J Q M

Fui jornalista, estive em todo o tipo de competições desportivas ao longo de mais de 30 anos e realizei o sonho de participar nos Jogos Olímpicos. Agora, continuo a observar o Desporto e conto histórias.

Hoje, três jogos, três resultados de 1-0.

Todas as partidas do Mundial até agora tiveram golos, mas metade ficaram por isso mesmo, pelo golo solitário.

Ainda é cedo para balanços, mas a tendência é alarmante. O Mundial da Rússia já leva um atraso de 25 por cento relativamente aos golos marcados nos mesmos jogos do Mundial do Brasil (45 contra 60).
Vamos ver como evolui, mas a falta de golos também caracteriza a incapacidade de as equipas virarem resultados negativos: em 20 jogos, 17 foram ganhos pela equipa que marcou o primeiro golo e os outros três acabaram empatados. Por consequência, morre uma boa parte das emoções que o futebol deve proporcionar.
Mais de metade dos golos (25 em 45) foram marcados em lances de bola parada: 9 penaltis, 8 livres e 8 cantos.