Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • Anónimo

    Sim, subscrevo.

  • JQM

    Eu trocaria por Jonas, evidentemente.

  • Jaime Palha

    Não me respondeu, João.

  • Anónimo

    E a trocar, troca por quem?

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...






A Inglaterra eliminou naturalmente a Suécia, num jogo sem grande história, nem memórias para o futuro. O guarda-redes inglês, Pickford, é muito melhor do que o finalizador sueco de serviço, Marcus Berg, e isso fez toda a diferença.



Depois de Gabriel Jesus, Werner, Lewandovski, Jorgensen, Seferovic, Higuain e outros proeminentes homens-golo do futebol moderno, foi a vez de Berg sair do Mundial com zero golos em 5 jogos. O francês Giroud ainda está em prova, mas também permanece em branco.



Está difícil a vida dos avançados-centro, hoje chamados de “ponta-de-lanço fixo” pelos comentadores da tv, a julgar pela evolução táctica defensiva que lhes deu cabo do trabalho neste campeonato. Poucos estiveram à altura do que se lhes exigia, excepto Kane, Cavani, Diego Costa, Mitrovic ou Falcão, ainda que com intermitências .



Lembro-me de ter acontecido algo semelhante com Pauleta, em 2006, a quem Scolari nunca deixou de dar a titularidade, apesar da esterilidade absoluta em sete jogos. Os golos de um ponta-de-lança fazem parte dos planos do treinador e se não acontecerem vão desequilibrar negativamente nos momentos determinantes para a continuidade das equipas.



Ora, a Suécia tinha Ibrahimovic e preferiu deixá-lo a soltar o génio nos relvados dos Estados Unidos, chamando um avançado trabalhador mas mediano, que ganha a vida num campeonato ainda menos exigente do que o norte-americano. Berg fez 15 remates em cinco partidas, metade dos quais enquadrados com a baliza e até pode ir satisfeito por ter feito brilhar Pickford nos quartos-de-final. Mas quantos golos marca Ibrahimovic em 15 remates?

Autoria e outros dados (tags, etc)





Comentários recentes

  • Anónimo

    Sim, subscrevo.

  • JQM

    Eu trocaria por Jonas, evidentemente.

  • Jaime Palha

    Não me respondeu, João.

  • Anónimo

    E a trocar, troca por quem?

  • Anónimo

    Moral da história, todos os processos a que o Benf...